quarta-feira, 8 de junho de 2011

Árvore da Vida


Pai

Sou um galho de tua árvore

Somos facetas de um mesmo espelho

Assim como somos reflexos de seu pai


Gerar vida

A partir de uma semente

É mais uma oportunidade

Do abundante Universo

Dentre infinitas possibilidades

Para eternizar nossos sonhos evolutivos


Pai

O que você enxerga quando a vê a mim?

Que seja mais esperança

De que nessa existência ainda possa

Ser cada vez melhor

mais tranquilo

mais criança!


Através de uma gota de si mesmo

Co-criou a mim

Despixelize-se totalmente

O cordão umbilical

E fortaleça-se a ligação

Invisível rizomática

Que há entre nós


Pai e filho é vida!

Pra quem sabe enxergar

Juntos na espiral evolutiva

E não separados pelo Ego


Um desdobramento de nós

Pra levar e propagar

Os mais elevados ensinamentos

Selecionados e pinçados

De teus acertos e fracassos


Sou um misto disso tudo

Divina e humanamente perfeita

Gratidão por sua receita

E por ter me projetado

Através de ti estou aqui


Filho é bênção

Pra quem pode ver

Em mim está você

Remodelado, repaginado, reconfigurado

Agora teço minhas próprias teias

Segundo o meu livre-arbítrio

Eternizando a criação


Sou seu galho

Não há como negar

Admiro sua essência

Filho de coruja

Corujinha é!


Tudo se conecta

Tudo se revela

Ninguém está isento

Da Lei de Causa e Efeito


Pai-poeta

Professor

Dançarino

Escritor


Filósofo

Esposo

Fotógrafo

Cuidadoso


Artista

Projetista

Estilista

Ergonomista

Perfeccionista!


Sabidão

Músico

Mas é o único:

“obonzao”


Sou também tudo isso

Por que antes ÉS

Gratidão

Meu paizão

De coração!


Louise Prates

2 comentários:

  1. Vô Luiz --> Pai Luiz --> Filha Louise!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. owwnn *-*
    Eaí, quando vem o livro? rsrs.

    ResponderExcluir