quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Dimensonhos

Sonhos

Quem não tem?

Ou por que seria

E pra que seria

Esse nosso vai e vem?


Pé, avião, buzão

Vou pra outra dimensão

Metrô, carro, teletransporte

Enfim, somos entregues à sorte

Movidos pelos sonhos que sonhamos

Aqueles bem lá de dentro do peito


A chave na ignição

O caminho, é o do coração

Mesmo que eu não seja compreendido

Sigo em frente, tudo faz sentido!


Deixe-me ser eu mesma

Com minhas perfeitas imperfeições

Deixa, que disso eu entendo

As dores e prazeres

De sonhar meu sonho acordada

Sonhos são o combustível da alma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário